sábado, 4 de dezembro de 2010

Barroco

  O Barroco pode ser considerado como uma forma de arte emocional e sensual, ao mesmo tempo em que se caracteriza pela monumentalidade das dimensões, grandeza das formas e excesso de ornamentação; a arte barroca originou na Itália (seculo XVII) e propagou-se nos países da Europa e continente americano, que foi trazida pelos colonizadores portugueses e espanhóis.
   Na arquitetura barroca, a expressão típica são as Igrejas, construídas em grande quantidade durante o movimento de Contra-Reforma. Rejeitando a simetria do renascimento, destacam o dinamismo e a imponência, reforçados pela emotividade conseguida através de meandros, elementos contorcidos e espirais, produzindo diferentes efeitos visuais, tanto nas fachadas quanto no desenho dos interiores.
 Quanto à arquitetura sacra, compõe-se de variados elementos que pretendem dar o efeito de intensa emoção e grandeza.

 As obras pictóricas barrocas tornaram-se instrumentos da Igreja, como meio de propaganda e ação. 
 Suas características gerais são:
 * emocional sobre o racional; seu propósito é impressionar os sentidos do observador, baseando-se no princípio segundo o qual a fé deveria ser atingida através dos sentidos e da emoção  e não apenas pelo raciocínio.
 * busca de efeitos decorativos e visuais, através de curvas, contracurvas, colunas retorcidas;
 * entrelaçamento entre a arquitetura e escultura;
 * violentos contrastes de luz e sombra;
 * pintura com efeitos ilusionistas, dando-nos às vezes a impressão de ver o céu, tal a aparência de profundidade conseguida.
  Artistas principais:

 Caravaggio (italiano) - o que caracteriza a sua pintura é o modo como ele usa a luz, ou seja, as pinturas não aparece como reflexo solar, mas é criada por ele, para dirigir a atenção do observador.
 Obra destacada: Vocação de São Mateus.
 Andrea Pozzo (italiano) - realizou grandes composições de perspectiva nas pinturas dos tetos das igrejas barrocas, causando a ilusão de que as paredes e colunas da igreja continuam no teto, e de que este se abre para o céu, de onde santos e anjos convidam os homens para a santidade.
 Obra destacada: A Glória de Santo Inácio.

 Velázquez - além de retratar as pessoas da corte espanhola do século XVII procurou registrar em seus quadros também os tipos populares do seu país, documentando o dia-a-dia do povo espanhol num dado momento da história.
 Obra destacada: O Conde Duque de Olivares.

 Rubens (espanhol) - além de um colorista vibrante, se notabilizou por criar cenas que sugerem, a partir das linhas contorcidas dos corpos e das pregas das roupas, um intenso movimento. Em seus quadros, é geralmente, no vestuário que se localizam as cores quentes - o vermelho, o verde e o amarelo - que contrabalançam a luminosidade da pele clara das figuras humanas.
 Obra destacada: O Jardim do Amor.

 Rembrandt (holandês) - o que dirige nossa atenção nos quadros deste pintor não é propriamente o contraste entre luz e sombra, mas a gradação da claridade, os meios-tons, as penumbras que envolvem áreas de luminosidade mais intensa.
 Obra destacada: Aula de Anatomia. 


 Michelangelo Merisi da Caravaggio foi um importante pintor italiano do final do século XVI e início do XVII. Este artista barroco nasceu na cidade de Milão em 29 de setembro de 1571.
Retratava personagens bíblicos, principalmente Jesus e Maria, baseando-se em pessoas comuns que encontrava nas ruas de Roma.
               Estilo artístico
- Usava um forte realismo na pintura de suas obras.
- Colocava o foco da imagem nos rostos dos personagens.
- Usava efeitos de sombras e luzes.
- Pintava o fundo de suas obras de cores escuras, principalmente de cor preta, este recurso dava um aspecto obscuro em suas pinturas.

                         Caravaggio, São Mateus, 1602

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Fotos Lofrano Móveis Planejados



 


                                                                                                                                                                                                       
                                       



                                        


Vídeo Lofrano Móveis Planejados

video

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

História da Arte - Linha do Tempo




                                      Pré-História (20 000 - 4000 a.C.)
    Período da história que ocorreu antes da escrita.
    Sua duração foi longa e então os historiadores dividiram em tres  períodos:
    Paleolítico Inferior, (cerca de 500 000 a.C.).
    Paleolítico Superior (aproximadamente 30 000 a.C.). Os homens eram nômades caçadores coletores.
    Instrumento de caça feitos em madeira, osso ou pedra lascada.
    Expressões artisticas simples; consistia em traços feito nas paredes   de argila das cavernas.
    Neolítico (por volta do ano 10 000 a.C.), ou Idade da Pedra Polida.
    - Desenvolvimento da agricultura e    consequentemente os grupos passaram a se fixar por mais tempo   nos lugares; mas ainda utilizavam-se de abrigos naturais ou fabricados.
    - Construção de monumentos de pedras.
    - Produção do fogo através do atrito e que deu inicio no trabalho com metais.


IDADE ANTIGA 4000 a.C. - 476 d.C.

Egito

A religião invadiu toda a vida egípcia, interpretando o universo, justificando sua organização social e politica, determinando o papel de cada classe social e consequentemente, orientando toda a produção artística desse povo.
Caracteristicas gerais da arquitetura são:
- Solidez e durabilidade.
- Sentimento de eternidade, e
- Aspecto misterioso e impenetrável.
Escultura: os escultures representavam os faraós e os deuses em posição serena, sem demonstrar nenhuma emoção. Pretendiam com isso traduzir, na pedra uma ilusão de imortalidade.
Pintura: a decoração colorida era um elemento de complementação das atitudes religiosas.
Caracteristicas: - ausencia de tres dimensões;
- ignorancia da profundidade;
- lei da frontalidade
 - colorido a tinta lisa, sem claro-escuro e sem indicação do relevo.





                           Grécia

A arte grega volta se para o gozo da vida presente; não se submeteram as imposições de sacerdotes ou de reis e valorizavam as ações humanas.
Caracteristicas da arte grega:
- o racionalismo
- amor pela beleza
- interesse pelo homem
Arquitetura: as edificações que se destacaram foram os templos.
Caracteristicas do templo: simetria entre o pórtico de entrada e dos fundos.
Pintura: encontra-se arte cerâmica, conhecido pela harmonia entre o desenho, as cores e o espaço   utilizado pra ornamentação.
Escultura: possuía equilíbrio e perfeição das formas, o movimento.





 Roma

- Uso do arco e da abóbada nas construções
- Busca do útil imediato, senso de realismo.
- Grandeza material, realçando idéia de força;
- Energia e sentimento.
- Predomínio do carater sobre a beleza;
- Originais: urbanismo, vias de comunicação, anfiteatro; termas.





IDADE MÉDIA 476 d.C. - 1453 d.C. 


O corpo belo passou a ser o corpo corrupto.
O foco era cristão, ou seja, preocupação com a alma.
Arquitetura: as edificações era mais arejada e mais leve no exterior, porem no interior era realçado por mosaicos, afrescos e vitrais, espiritualmente simbólicos




                      
Bizântino
  
Constantino transferiu a capital do império romano para Constantinopla, onde se tornou o centro da civilização de arte cristã com a beleza das cores e decoração grega, alem de complexa formalidade
Arquitetura- Inovação com a abóbada esférica.







GÓTICO
     Deus  elemento supremo.
     Renovação das formas, caracterizada pela verticalidade e por maior exatidão em seus traços, porém com o objetivo de expressar a harmonia divina
     A arquitetura foi a principal expressão da Arte Gótica e propagou-se por diversas regiões da Europa, principalmente com as construções de imponentes igrejas.
     A escultura gótica desenvolveu-se paralelamente à arquitetura das Igrejas e está presente nas fachadas, tímpanos e portais das catedrais, que foram o espaço ideal para sua realização.



domingo, 29 de agosto de 2010

Definições de design

     ¨Design é tudo que está ao nosso redor. Ele insinua sempre o objeto no mundo material e dá forma para o processo não material tanto na produção industrial como para serviços.¨

     Design: do Virtual ao Digital, pag. 17, de Alvaro Guillermo
     1ª. edição-Rio de Janeiro, 2002
     Editora Demais Editora



     ¨É uma mistura de decisões racionais e conscientes que podem ser analisadas e decisões subconscientes que não podem ser deliberadas tão prontamente, uma que derivam da experiência e de criatividade.¨

     O Livro e o designer II, pag 23, de Andrew Haslam
     São Paulo 2007
     Edições Rosari Ltda


29/08/2010

29/08/2010


Conclusão:

Design é a maneira de projetar e executar um objeto, para permitir o conforto ou necessidade de um individuo.
O design busca soluções atraves da tecnologia para criar maneira de adicionar beleza, praticidade, segurança e de satisfazer o publico.